segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Mecubúri

Cá estou eu em terra de Missão a trabalhar junto dos nossos irmãos, com eles e para eles.

Tal como referi na primeira notícia, vim para trabalhar em 3 áreas e já comecei activamente nas 3 (Ensino, Pastoral e Saúde).

Sou professora de Matemática de 3 turmas da 8ª classe, na Escola Secundária de Mecubúri. Tenho cerca de 190 alunos e dou 15 aulas por semana (5 a cada turma).

Na Pastoral, dou catequese a 15 meninas do Lar das Irmãs onde estou a viver. Este Lar acolhe, actualmente, 37 meninas para estudarem, há meninas da 6ª à 10ª classe.

Além disso estou, com a Irmã Sandra, a trabalhar na Pastoral da Juventude, e com a Irmã Cristina, na Pastoral da Saúde.

Quanto ao trabalho com os Leprosos (que deve ser onde mais querem saber o que faço) já me integrei com o Hospital Distrital de Mecubúri e trabalho em equipa com o Enfermeiro Paulo, o responsável do Serviço ELAL/ELAT (Estratégia de Luta Anti-Lepra/Estratégia de Luta Anti-Tuberculose).

Nas 2 primeiras concentrações de Leprosos apenas assisti ao trabalho do Enfermeiro, para me integrar com os seus métodos de trabalho. Na 3ª concentração, em 2 zonas vizinhas, já consultei doentes e preenchi o seu registo clínico, ainda acompanhada do Sr. Paulo.

Na 4ª concentração já fui sozinha, só com a Irmã Assunção. Consultei e detectei casos novos, fiz o seu registo clínico e expliquei-lhes os cuidados que deviam ter e como tomar os medicamentos, claro que contei com a ajuda do Agente Pastoral da Saúde para traduzir o que eu dizia para Macua, porque algumas pessoas não entendem senão um Bom Dia em português.

Além disso estou a preparar uns folhetos para dar mais informação sobre a Lepra aos doentes e aos Agentes Pastorais de Saúde.

Apesar do trabalho ser muito a vida é mais calma do que em Portugal, sem televisão e quase sempre sem luz, deitamo-nos cedo e depois acordamos pelas 5h00 com os galos a cantar.

É uma vida mais saudável.

Ana Margarida
(Voluntária da APARF)

Sem comentários:

Enviar um comentário