domingo, 3 de dezembro de 2017

Programa de Nutrição

(…) Por falar em criancinhas – iniciei o meu programa de nutrição. Não tive pressa de o iniciar antes de Fevereiro, porque, tradicionalmente este mês e o de Março são meses de Fome generalizada – ainda não se fez a colheita de milho e a farinha deste (Xima) juntamente com alguma verdura é a alimentação diária. Neste tempo vivem de alguma reserva (pouca) de farinha e de mandioca seca… Daí que a má-nutrição dos bebés e mamãs está mais agravada do que habitualmente.

Todas as manhãs preparam-me uma fogueira e sou eu que cozinho um panelão de papas que distribuo por 23 crianças mais as 23 mães. Já pesei as crianças todas e daqui a 2 semanas vou fazer nova pesagem. Tenho crianças com um ano que pesam 6kg. e com 15 mese – 6,7kg…

Infelizmente ainda estou muito às escuras nesta matéria e trabalho muito em termos comparativos com os dados que tenho – os parâmetros aqui são muito diversos dos europeus. As crianças não nascem com o(s) mesmo(s) comprimento(s) e peso(s) das nossas… Também estou agora a fazer fichas individuais para os “casos mais sérios”.


Estou certa de que estamos a contribuir para o crescimento de alguns futuros homens e mulheres moçambicanos com uma boa dose de calorias, proteínas, vitaminas e sais minerais. Curiosamente, onde observo resultados quase imediatos é nos 3 velhinhos a quem também dou esta farinha (1 lata de 1kg/semana, eles próprios cozinham). Acresce que, no caso das crianças, também a mente delas vai crescer melhorada (uma das causas do “retardamento” mental que se verifica é a falta de iodo e a subnutrição).

Ana Maria (Voluntária da APARF ao serviço dos Leprosos)

A Ana Maria prepara papas para crianças doentes e desnutridas

Sem comentários:

Enviar um comentário